Posts| Comments|Pátio Gospel Notícias atualizadas

Suspeito de bater em gays diz ter sido vítima de heterofobia

Posted on 17 de out de 2011 and filed under , , ,

Daniel Barbosa, 26 anos, um dos universitários suspeitos de agredir um casal gay em São Paulo no dia 1º de outubro (2011), disse que foi vítima de um ataque heterofóbico. Ele afirmou em entrevista que é surfista e uma pessoa calma.
 




A agressão aconteceu de madrugada na região da Avenida Paulista, após o casal gay sair de uma casa noturna onde havia discutido com os agressores.

Barbosa é o rapaz que teve seu rosto flagrado por uma câmera de segurança de um posto de combustíveis. Ele conversou com o site G1 por e-mail, respondendo a perguntas feitas pela reportagem. “Moro na praia, paz e amor, gosto da natureza, tanto que não tenho nenhum histórico de briga antes, nunca briguei na vida”, escreveu Barbosa, ao ser indagado se era violento.

Barbosa e seu amigo, um outro universitário de 25 anos que não teve o nome divulgado, são investigados por suspeita de lesão corporal motivada por homofobia contra o analista fiscal Marcos Paulo Villa, de 32 anos, e o seu namorado, um coordenador financeiro de 30 anos, que não quis dar o nome.

"Você é hominho de m... seu c... não pega mulher!"; nesta hora, eu perdi o controle emocional e desferi um tapa na nunca, só tive ‘treta’ com esse tal de Marcos Villa. Ainda gritaram: "Ô playboy filho da p..., nós somos os donos da rua, a gente é quem manda aqui!", respondeu Barbosa no e-mail, ao ser questionado como se sentia ao ser suspeito de homofobia. Os palavrões escritos na resposta do estudante foram suprimidos.

O casal gay não foi localizado para comentar as declarações de Barbosa. Segundo a polícia, a briga ocorreu após uma desavença por causa de duas mulheres que estavam com os gays no bar. Elas foram paqueradas pelos estudantes, mas não corresponderam. Ao deixar o local, as vítimas disseram que foram ofendidas pelos suspeitos por palavras homofóbicas num posto de combustíveis. “Falaram que os gays tinham que morrer”, disse Villa. Em seguida, ocorreram as agressões, após Villa ter dito que os suspeitos poderiam ter filhos gays. Câmeras de segurança gravaram a discussão, mas não a briga.
Daniel Barbosa foir flagrado por câmeras de um posto de combustível
Villa teve escoriações na nuca e seu namorado fraturou a perna direita e teve traumatismo craniano. As vítimas disseram à polícia que Barbosa foi quem quebrou a perna do coordenador.

Em entrevista, Barbosa afirmou que espera que os homossexuais sejam honestos e digam a verdade. “Para o delegado e o juiz eles podem mentir, mas para Deus não, pois eles sabem que não teve homofobia, apenas um revide meu de uma ofensa.”

 G1|Pátio Gospel Noticias

0 Comentários

Exponha sua opinião

Sua opinião é bem vinda, seja ela qual for (desde que não use palavrões). Vai fazer propaganda? Acesse a página de publicidade.

troca de banners link e divulgao de sites site gratis Bolsa de Valores Bovespa Ibovespa

Conversas no Pátio

Últimas

Anúncio