Posts| Comments|Pátio Gospel Notícias atualizadas

Dilma quer proibir venda de horários na TV

Posted on 3 de jun de 2012 and filed under , ,

Dilma quer proibir venda de horários na TV
O governo federal prepara um pacote de medidas para fechar brechas da legislação de rádio e TV que permitiram o surgimento de um "mercado paralelo" ligado às concessões no país. Uma das mudanças de maior impacto é a proibição expressa do aluguel de canais e de horários da programação de rádio e TV. A lei permitiu o aumento de programas religiosos, principais clientes desses horários.


No fim de 2011, a Igreja Internacional da Graça de Deus, do missionário R.R. Soares, por exemplo, alugava duas horas e cinco minutos semanais na Bandeirantes. Na Rede TV!, o apóstolo Valdemiro Santiago, da Igreja Mundial do Poder de Deus, comprava cerca de dez horas e meia semanais. A rede de farmácias Ultrafarma ocupava quatro horas e meia com propagandas.

Na TV Gazeta, o Polishop detinha dez horas semanais para anunciar seus produtos.

Os dados são do mais recente levantamento do Intervozes, organização que monitora a programação no país. Segundo a entidade, poucas são as emissoras que não entraram nesse negócio. Globo e SBT estão entre elas.

A Record é um caso isolado porque seu fundador, Edir Macedo, também é o responsável pela Igreja Universal do Reino de Deus.

Segundo o Intervozes, a Record diz não ceder seu espaço a terceiros, mas não explica se paga pelos programas religiosos veiculados, uma forma de se enquadrar à legislação. Na TV Gazeta, são 26 horas semanais destinadas aos cultos da igreja.

O Ministério das Comunicações não quis comentar as mudanças e informou que o "novo marco" ainda será colocado em consulta pública. Caso o decreto seja sancionado como está, obrigará as emissoras a comprar os programas produzidos por terceiros - ao invés de receber pelo aluguel, como hoje.

Apesar dos avanços, o governo não define os mecanismos que serão criados para fiscalizar a prática de eventuais irregularidades.


|Pátio Gospel Noticias

5 Comentários

  1. Maria José diz:

    Respeito os evangélicos sérios, mas estamos vendo uma enxurrada de programas falando de Deus como comércio,pedindo rios de dinheiro que os pobres caem, vendendo de tudo. Os "pastores" acumulam riquezas que acabam em seu benefício próprio. Só em diabo e dízimos altíssimos. Seus seguidores estão cada vez mais pobres, pois dão tudo a eles.

     
  2. Anônimo diz:

    os evangélicos usam o dinheiro q algumas pessoas doam para pagar os horarios, ja q o governo não dá suporte nenhum pra isso. Acho q quem não ajuda, não pode falar, já q o dinheiro não sai do seu bolso. Agora, isso aí q o pt ta fazendo é comunismo ou não é??? Ta comendo pelas beiradas, até conseguir controlar tudo.

     
  3. André diz:

    É engraçado todo mundo quer julgar os pastores e as igrejas, mas não falam dos padres que abusam das crianças e dos papas que tem mansões e mansões,torneiras de ouro, vasos de ouro etc.. e sem contar nos programas de tv que só mostram prostituição, homosexualismo, traições, e ainda sim são patrocinado por grandes marcas.
    Enquanto o povo ver novela e futebol ficam felizes com o carnaval as leis são aprovadas no senado bem nas nossas costas, leis que são só em beneficios proprios.
    Brasil acorda e vamos deixar de hipocrisia.

     
  4. Anônimo diz:

    Tomara que essa lei seja logo aprovada....quero ver esses evangelicos hipocritas...se fufu!!!nao aguenta mais ver tanta apelaçao na TV...

     
  5. Anônimo diz:

    se tirar nóis da tv a galera vai invadir as ruas, praças, no metro, em qualquer lugar, fiquem sussu, comédias a igreja não existe por causa da tv, a tv existe por causa da gente, vamos continuar

     

Exponha sua opinião

Sua opinião é bem vinda, seja ela qual for (desde que não use palavrões). Vai fazer propaganda? Acesse a página de publicidade.

troca de banners link e divulgao de sites site gratis Bolsa de Valores Bovespa Ibovespa

Conversas no Pátio

Últimas

Anúncio